Expositores e visitantes lotam a IDS 2015

2.058 expositores de 56 países e mais de 125 mil visitantes de 149 nações. Estes foram os números da 35º Dental Show Internacional, realizada em 2013. Em 2015, a organização da 36º edição da IDS prometeu algo grandioso e CEO da Dental ABS, Carlos Sarto, foi conferir de perto afim de levar novidades para o público Brasileiro.

Assim como em 2013, era grande o número de pessoas vindas das mais diversas nacionalidades, tanto de expositores, como visitantes. A feira ocorre em uma área de 150.000 m², na Alemanha. O evento ocorre a cada 2 anos.

Destacamos os estandes das empresas Renfert e Vita:

Dental ABS presente na IDS 2015

A Dental ABS, empresa especializada na venda de Equipamentos para profissionais no setor de Prótese Dentaria, estará presente na Feira IDS 2015, na Alemanha. Trata-se da maior feira mundial no setor, que acontece entre os dias 10 a 14 de março. O evento ocorre a cada 2 anos.

Em 2013 foi a 35º edição e mais uma vez gerou impulsos de mercado no segmento, abrindo caminhos para avanços pioneiros, apresentação de produtos e ponto de encontro para todos os profissionais ligados a Odontologia.

Nos próximos dias devemos divulgar aqui e nas redes sócias, as principais tendências mostradas na feira, que aborda além do mercado de Prótese Dentaria, os ramos de Equipamentos, Técnicas e práticas Odontológicas, e Controle de Infecção.

Fale com a Dental ABS pelo WhatsApp

A Dental ABS abre mais um canal de comunicação, desta vez direcionado ao público que usa as redes sociais e aplicativos através de smartphones: o WhatsApp!

O cliente que usa o app pode adicionar o número 11 9 8908 3691.

Sempre haverá um prestador pronto para atender as solicitações vindas dos consumidores, e auxiliar na comunicação entre eles e os vendedores.

Nosso horário de atendimento é de segunda a sexta das 8h às 19h.

A Dental ABS sempre esteve na vanguarda na utilização de novas tecnologias da internet afim de estreitar o relacionamento com seus clientes.

Um terço dos Componentes Protéticos para Implantes dentários são piratas

A ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratório) realizou pesquisa recente e chegou a conclusão de que 30% dos componentes usados em próteses sobre implante são piratas. Isto é, não tem garantia, procedência e são de qualidade duvidosa.

Vamos deixar uma coisa bem clara aqui, principalmente para o site da Folha que fez uma manchete confusa dizendo que “30% dos implantes são piratas”. Existe uma diferença entre IMPLANTE – parafuso de titânio que vai dentro do osso e COMPONENTES PROTÉTICOS – peças e parafusos especiais que servem para encaixar o dente artificial sobre o IMPLANTE. São peças totalmente diferentes. O que a ABIMO está dizendo é que os COMPONENTES PROTÉTICOS usados são piratas e não os IMPLANTES. Veja a reportagem completa AQUI.

Isso acontece há algum tempo já. Algumas pessoas estão fabricando peças de componentes protéticos em qualquer porão por aí e vendendo a preços bem abaixo dos do mercado. O dentistaprecisa desconfiar quando componentes são oferecidos a preços muito abaixo dos praticados pelas empresas que têm registro da ANVISA para vender estes produtos. O material é de procedência duvidosa, os encaixes não são bons e isso pode trazer danos ao dente artificial colocado sobre o implante e até perda do implante a longo prazo.

Está mais que na hora dos dentistas que trabalham com implantes tomarem as rédeas do seu trabalho por completo, aumentando controle e profissionalismo. Em alguns casos, o dentista não consegue acompanhar o processo por completo, por ele ter uma fase de laboratório com o protético. Calma gente, não estou dizendo que é culpa do protético, apenas que o dentista mande os componentes para seu protético ou saiba que ele usa peças originais de empresas idôneas e registradas na ANVISA. Uma maneira de controlar isso seria pedir o número de série das peças usadas em cada caso para controle.

Todas peças originais têm número de série e muitas vezes garantia. Nunca ouvi falar de empresas que fazem IMPLANTES pirateados, já que este parafuso é o que vai direto no osso e precisa ser de titânio, ter o formato correto e o tratamento de superfície que cada empresa usa. Esta tecnologia que permite tratamentos mais rápidos e eficazes hoje em dia.

Uma solução seria mostrar ao paciente os materiais que você está usando, mostrando sua procedência e validade. Depois marcar os números de série dos componentes na ficha clínica e deixar guardado para evitar eventuais problemas. Mesmo os implantes com componentes originais não têm 100% de sucesso. A maioria dos dentistas trabalha com taxas de sucesso em torno dos 95 a 98% em pacientes com condições de saúde geral e bucal normais.

Também é importante entregar ao paciente uma ficha com os dados dos implantes colocados em sua boca. Os implantes originais vêm com um adesivo contendo código de barras que podem ser colados na ficha clínica do dentista e em uma ficha dada ao paciente. Assim, se ele trocar de cidade ou de dentista no meio do tratamento, é possível saber qual o tipo, tamanho e marca do implante usado na boca do paciente.

Com as informações de Dicas Odonto